sexta-feira, 13 de junho de 2014

Sobre a copa

Esses dias uma amiga me mandou um texto que realmente demonstrou minha opinião sobre a copa.Apenas lembrando que o texto não é meu e eu não sei quem escreveu e foi publicado no dia 11/06(Então,desculpa ao autor por não dar os devidos créditos).

"Bandeiras no carros,ruas ornamentadas e muitos outros  detalhes que vejo diariamente e a ansiedade para a Copa do Mundo só aumenta.Apesar de muitos protestos e absurdos nas obras continuo achando que a Seleção não tem nada de culpada nisso,apesar de saber que a CBF é uma entidade ridícula e sem escrúpulos.

Sim,talvez tenha sofrido uma lavagem cerebral e não consiga torcer contra a seleção.Minha razão diz:a seleção é da CBF.Mas meu coração diz:a seleção é brasileira.Como não ver aquela camisa amarela e não lembrar de Romário,Ronaldo,Bebeto,Taffarel,dentre outros?Como não torcer para que Neymar seja o próximo da lista,deixando o galado do Messi ou Cristiano Ronaldo no chinelo?

Sou ingênuo e ainda acho que o futebol é maior que tudo,não maior que nossos problemas diários.Isso se revolve nas urnas.Vou torcer muito pela seleção brasileira.Sou apaixonado pelo futebol e espero sempre por 4 anos pra estar ao lado de amigos que durantes campeonatos nacionais são meus "rivais",mas que nessa época torcem e gritam pelo mesmo lado.

Respeito quem simpatize por outras seleções mesmo sendo brasileiro,acho meio sem nexo,mas respeito.Isso é futebol,e futebol me permite também mandar um grande "chupaaaa" caso ganhemos a Copa do mundo esse ano.
Minha paixão não está necessariamente nos títulos,apesar de ganharmos "sempre",mas está em torce,e amanhã(12/06) estarei com minha camisa fazendo meu papel de torcedor!

#ComeçaaaaAmanhããããã
#VamosBrasil
#HexaÉNosso
#CorreAtrásQueSomosOsUnicosPentaCampeões  "




domingo, 8 de junho de 2014

Tente outra vez...

No ano passado,eu descobri o curso dos meus sonhos:Biomedicina,entretanto,na,o curso só abre uma vez por ano(na UFRN).Então,fiz o ENEM e no primeiro semestre passei em biotecnologia,mas não assumi a vaga por causa da distância e por não ser o curso que eu queria no momento.Até então eu nunca tinha lidado com a sentimento de não ser aprovada.Depois de 6 meses de nervosismo,muita dor de estômago e muito estresse  espera,finalmente chegou o SISU 2014.2!Logicamente minha 1ª opção foi biomedicina,e coloquei por colocar enfermagem como 2ª opção.Logo no primeiro dia eu fui "cortada" da primeira opção.Os dias passaram e finalmente chegou o dia 06/Junho e com ele veio o desespero.Após ficar atualizando quase 2 horas e não conseguir dormir,o resultado foi divulgado.


Quando eu vi,desejei que não tivesse saído e minha reação por dentro foi mais ou menos essa:

Então,como pra quase tudo existe a 1ª vez,pela primeira vez soube a sensação de não passar no "vestibular".Me senti a pessoa mais burra do universo.Lembrei de todas as aulas que faltei ou que deixei de prestar atenção,das questões que ignorei,das amizades que não soube escolher.Pensei no dinheiro que meus pais investiram com muito suor,na decepção deles(mesmo que não demostrem).Pensei em tudo isso e muito mais.Depois disso,meu plano de não chorar por não ter sido aprovada,foi por água abaixo e tudo que eu mais queria era uma cúpula com tudo que eu precisasse pra nunca mais precisar sair de lá,ou então queria apenas sumir.Apesar de toda esse sentimento natural,isso foi uma lição pra mim.Agora me resta correr contra o relógio e ir atrás do meu sonho.

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Sobre a pequenas coisas da vida

Hoje,4 de Junho,foi um daqueles dias em que você levanta já pensando em voltar a dormir. Apesar da preguiça,eu pulei da cama quando percebi que estava atrasada.Quando cheguei na loja,dormi até as 10 horas.Durante esse intervalo um dos sonhos que mais mexeram comigo foi um sobre o SISU.Acordei já entrando no site pra ver minha colocação,BUM,primeira decepção do dia!Minha vontade foi de chorar,me enrolar num edredom e ficar lá pra sempre,mas engoli o choro. Depois de um tempo,minha mãe me pediu pra ir ao banco pra ela.No meio do caminho,fui correr pra aproveitar o semáforo que estava fechado para os carros, maaaas nem reparei no chão e levei um tropeço daqueles pra nego nenhum botar defeito.Essa foi a segunda decepção/raiva do dia.A terceira decepção/raiva do dia foi quando estava saindo do banco bati minha mão numa barra de ferro,minha vontade foi de bater na barra e em toda a família dela.Voltando pra loja com vontade de chorar e de bater em todo mundo ouço uma música:" Lá vem ela subindo a ladeira/Não importa se é sereia/Ou se é baleia".Acabei não aguentando e soltei uma gargalhada e esquecendo um pouco de toda a raiva. Impressionante como coisas tão simples podem fazer nosso dia mais feliz.

Desculpe pelo que eu disse quando estava com fome

Tem gente que não gosta de barulho, que detesta lugar cheio, que fica de mau humor se sentir calor. Tem quem não goste de quem cutuca, de engarrafamento ou de filme francês.

Cada um tem suas preferências e muitas vezes a gente nem as escolhe, elas simplesmente vêm de fábrica. E dentre as muitas pessoas que sofrem por ter sentimentos incompreendidos estão as que não gostam de cachorro, as que não gostam de chocolate e as que preferem gatos, nessa ordem.

Só que alguns comportamentos mereciam salvo-conduto perante a condenação geral, as reações exacerbadas e a reprovação colérica. Como disse aí em cima, certas coisas são originais de fábrica, já vêm com a gente desde o nascimento e, portanto, são mais fortes do que nós.

Nosso humor quando estamos com fome, por exemplo, é um desses.

Veja bem, não estou falando daquela fome que vemos pela TV na Somália ou na Etiópia, aquela fome que tira tanto a dignidade que, como dizia Nelson Rodrigues, o sujeito pode levar até um tapa na cara que não vai reagir. Essa fome é "casta e mansa, não ama e nem odeia".

Falo daquela fome pré-Burger King ou pós-praia-indo-pra-churrascaria. Aquela fome que não ama, mas que certamente odeia.

Esse tipo de fome é capaz de transformar uma pessoa com o temperamento de uma carmelita de pés descalços num daqueles personagens vingadores do Clint Eastwood.

Por isso não é muito difícil acompanharmos de perto cronologias parecidas com essa:

10:30 - "Depois de um delicioso café-da-manhã, vamos passear para conhecer Paris".

11:00 - "Como Paris é linda, pessoas bonitas, jardins floridos, um metrô eficiente, bistrôs lotados, a Torre Eiffel".

12:00 - "Já visitamos dois museus, fomos a uma galeria, tiramos fotos de flores e estátuas, nos divertimos vendo as crianças correndo nas margens do Sena, tudo perfeito".

12:40 - "Disseram que vendiam baguetes por todos os lados, mas até agora não vi nenhuma".

13:35 - "Fomos ao Louvre, gostei da pirâmide de vidro, achei a tal da Monalisa OK, infelizmente a cafeteria estava fechada para reforma".

14:10 - "Tomamos o metrô rumo a Saint-Lazare e depois um trem para ir nos Jardins de Monet, o metrô é eficiente mas parece que ninguém que anda ali toma banho, desejei ser uma vaca para pastar aqueles jardins".

15:40 - "Agora vamos em outro museu não sei de quê e nem pra quê, mas vamos visitar mais essa merda, acho que esse povo aqui perde tanto tempo construindo museus que esquecem das porras dos restaurantes".

16:00 - "OK, agora chega, quero voltar pro Brasil, lá pelo menos tem a Feira dos Paraíbas e eu posso comer buchada de bode até explodir".

16:15 - "Já mandei minha companhia de viagem tomar no cu, a guia turística para a merda e estou deitado no meio da pista da Avenida Champs Elysees em protesto. A polícia chegou, já ligaram pedindo para a minha mãe tentar me convencer a sair daqui, mas só levanto dessa bosta se me derem pelo menos um croissant".

17:00 - "Finalmente me deram croissants, tarteletes, coq au vin e até aquela nojeira de escargot (que eu comi com gosto), não sei porque, mas voltei a achar Paris tão linda, com pessoas bonitas, jardins floridos, um metrô eficiente, bistrôs lotados, a Torre Eiffel".

17:10 - "Acho que já pedi desculpas para todas as 378 pessoas que ofendi, mas também, quem manda elas não terem um pedaço de pão com manteiga quando mais se precisa dele?".

terça-feira, 3 de junho de 2014

Sobre a 1ª nota de corte(Sisu 2)

1ª opçãor : Biomedicina <3
91 de 25 vagas

2ª opção: Enfermagem -_-
28 de chegar as




Bem,hoje ainda foi o primeiro esquartejamento  corte.Agora me resta ter paciência e acima de tudo,confiar em Deus.
(e chegar em casa,tomar um banho,comer uma sopa enrolada num edredom e chorar..hahah)

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Sisu

Apenas uma palavra para descrever:
DESESPERO
(Pra falar a verdade é que eu to com preguiça de publicar qualquer texto ou ideia legal hoje..Então, bom resto de noite!Fui.)

domingo, 1 de junho de 2014

Sobre o inverno

Esses dias percebi que desde que me mudei,eu desaprendi a lidar com o frio.Pouco antes de vir pra cá,eu comecei a ir pra escola de ônibus.Para chegar no horário certo eu tinha que acordar mais cedo e ,como estávamos no inverno o frio era grande de manhã.A diferença é que eu conseguia sair de casa às 6 da manhã,com uma temperatura aproximada de 17°C,soltando fumaça de frio pela boca e as vezes sem casaco.Pois é,pra mim era normal...O tempo passou e me acostumei com o calor daqui de Natal.Nessa semana eu saí de casa as 6 da manhã,mas estava congelando e tive que pegar além do casaco que já estava usando,um casaco mais quentinho.A minha supresa foi quando vi a temperatura: 23 "congelantes" graus..Bem,os tempos mudam.Agora o jeito é me readaptar ao frio.

Abandono...

Bem,alguns meses se passaram desde que eu "abandonei" o blog e hoje acordei com vontade de coloca-lo de volta a ativa, mas sem tornar público por enquanto.Nesses 2 meses bastante coisa aconteceu ( mas eu não lembro de quase nada),então na medida do possível eu vou atualizando.